Segunda-Feira 24.03.2014 às 09:46

QUANDO EU ERA MENINO

EDSON CONTAR


QUANDO EU ERA MENINO...

Edson C Contar


Quando eu era menino,
Brincava na rua,
A vista era nua,
Sem os arranha-céus...
No rego de chuva,
Da rua de terra,
Soltava barquinhos,
Feitos de papel...

Do barro eu fazia
A minha alegria,
Bonecos, carrinhos,
Tudo artesanal...
Eu era um artista,
Como toda criança,
Que teve uma infância,
No tom literal.

Soltava pandorgas,
Jogava bolitas,
Bete-ombro e botões...
Eram esportes sadios,
Sem teclas,sem fios,
Sem pilhas ,baterias,
Sem as tais compulsões.

Eu era um menino
Que cantava o hino,
Fazia tabuada ,
Decorava a lição...
As regras seguia,
A mestra era guia,
Eu era o aluno,
Sem mais, nem senão...

Primeiro, os deveres...
Direitos, depois.
Assim era a vida...
Pela ordem, os dois.

Prêmios, castigos,
Formatos de um ser,
Que crescia ciente
Do que é ser gente,
Durante o crescer.

Quando eu era menino,
Já nem lembro mais....
Os prédios surgiram,
Taparam a visão,
Fez-se a revolução
do "assim que se faz!"
O que era sadio,
Virou doentio,
O que era decente,
se fez delinquente,
E os velhos deveres,
Ficaram pra trás!

Era uma vez...!